fbpx

Vacinação contra Covid-19: principais dúvidas respondidas pelo CON

2 de março de 2021 por Luiza D'Ajuda0
vacinacao-contra-covid-19-principais-duvidas-respondidas-pelo-con.jpg

Com tudo o que está acontecendo, voltamos a afirmar que informações de fontes confiáveis são necessárias para o momento, principalmente quando o assunto é a vacinação contra Covid-19.

Sendo assim, o CON esclareceu algumas dúvidas neste post, explicando um pouco mais sobre como funciona esse processo, o qual estamos esperando ansiosos há alguns meses. 

Continue se cuidando e boa leitura!

Vacinação contra Covid-19. Quem já foi infectado precisa tomar a vacina?

Sim. A imunidade fornecida pela vacina é fundamental para controlarmos a pandemia e prevenirmos o reaparecimento da doença no futuro.

 E quem já tomou a primeira dose pode se vacinar com outra diferente?

Não. Os cientistas estão trabalhando para responder melhor a essa pergunta, mas ainda não existe comprovação de que tomar a segunda dose de uma vacina diferente também funcione bem. Por isso, se começou com uma vacina, deve-se tomar a segunda dose da mesma vacina.

É possível relaxar as medidas de prevenção depois de tomar a primeira dose da vacina?

Não. A proteção demora um pouco a aparecer e só acontece algumas semanas após a segunda dose da vacina. Mesmo após a primeira dose, você deve manter o uso de máscara, distanciamento social e higiene frequente das mãos.

A pessoa que já tomou a segunda dose da vacina já pode relaxar?

Ainda não. Depois de algumas semanas, a pessoa vacinada já estará protegida de pegar Covid-19, principalmente a forma grave da doença. 

Porém, as outras pessoas que ainda não tomaram a vacina não estão protegidas. Só quando quase todos estiverem vacinados é que poderemos relaxar as medidas de prevenção de contágio. Até lá, continue usando a máscara, mantendo o distanciamento social e higienizando frequentemente as mãos.

Quem está em tratamento oncológico pode se vacinar contra a Covid-19?

Sim. Pacientes oncológicos podem ter um maior risco de complicações e de mortalidade pela Covid-19 e a vacinação contra o novo coronavírus é a abordagem mais promissora para conter a pandemia.‎

Existe alguma contraindicação para tomar a vacina?

Sim, mas isso é muito raro. A vacina é contraindicada em indivíduos com histórico de reação alérgica grave a qualquer componente da vacina específica que está sendo considerada. 

Caso a pessoa tenha um histórico de reação alérgica grave (reação anafilática) a qualquer outra vacina, talvez não seja possível tomar a vacina.‎

Os pacientes oncológicos podem tomar vacinas com o vírus atenuado?

Pacientes com imunossupressão não devem tomar vacinas contendo vírus vivo atenuado.

Felizmente, todas as vacinas contra a Covid-19 aprovadas até o momento contêm apenas vírus inativo ou partículas do vírus. Portanto, essas vacinas são seguras, mesmo para os pacientes oncológicos.

Um paciente fazendo quimioterapia, radioterapia ou imunoterapia deve tomar a vacina?

Sim. Mas é necessário conversar com o médico sobre o melhor momento do ciclo para se vacinar. Em geral, é aconselhável evitar tomar a vacina no mesmo dia da aplicação da quimioterapia.

Já no caso da radioterapia, o tratamento não interfere na vacinação.

Para a imunoterapia, não há evidências de que o tratamento cause alguma complicação relacionada à vacina contra a Covid-19.

Pacientes que fizeram transplante de medula óssea podem se vacinar?

Sim, mas às vezes é necessário aguardar alguns meses. É necessário conversar com o médico sobre o melhor momento para se vacinar.

Qual vacina o paciente deve tomar?

Qualquer vacina aprovada que esteja disponível na sua região. As duas primeiras vacinas aprovadas pela Anvisa para utilização no Brasil foram a CoronaVac, produzida pelo consórcio Sinovac/Butantã, e a vacina ChAdOx1 nCoV-19, conhecida como “Chadox” ou vacina de Oxford, produzida pela Universidade de Oxford, em associação com a AstraZeneca.

Quantas doses devem ser tomadas?

Quase todas as vacinas contra a Covid-19 já produzidas no mundo precisam de duas doses. As primeiras vacinas aprovadas no Brasil só produzem a imunização desejada após duas doses. Fique atento!

Quais são os efeitos colaterais das vacinas?

O efeito adverso mais comum é um pouco de dor no local da vacina. Outros efeitos raros são dor no corpo, febre baixa e dor de cabeça. A maioria das pessoas não sente nada.

 Uma pessoa diagnosticada com câncer pertence ao grupo de risco?

Se a doença estiver em atividade ou se algum tratamento que cause imunossupressão estiver sendo realizado, como a quimioterapia, por exemplo, o paciente faz parte do grupo de risco para complicações da Covid-19

A priorização para a vacina deverá seguir os critérios das autoridades de saúde locais. Deve-se acompanhar as informações fornecidas para saber em que lugar da fila se encontra. Se necessário, existe a possibilidade de solicitar ao médico um atestado descrevendo a condição de saúde.

Quem são as pessoas que fazem parte do grupo de risco para complicações da Covid?

Pessoas com 60 anos ou mais e as que têm outras condições de saúde como pressão alta, problemas cardíacos e do pulmão, derrame, diabetes, câncer e imunossupressão.

Só poderemos vencer essa pandemia se trabalharmos juntos. Pense nos outros.

Repassando o que vimos neste post

  • Vacinação contra Covid-19. Quem já foi infectado precisa tomar a vacina?
  • E quem já tomou a primeira dose pode se vacinar com outra diferente?
  • É possível relaxar as medidas de prevenção depois de tomar a primeira dose da vacina?
  • A pessoa que já tomou a segunda dose da vacina já pode relaxar?
  • Quem está em tratamento oncológico pode se vacinar contra a Covid-19?
  • Existe alguma contraindicação para tomar a vacina?
  • Os pacientes oncológicos podem tomar vacinas com o vírus atenuado?
  • Um paciente fazendo quimioterapia, radioterapia ou imunoterapia deve tomar a vacina?
  • Pacientes que fizeram transplante de medula óssea podem se vacinar?
  • Qual vacina o paciente deve tomar?
  • Quantas doses devem ser tomadas?
  • Quais são os efeitos colaterais das vacinas?
  • Uma pessoa diagnosticada com câncer pertence ao grupo de risco?
  • Quem são as pessoas que fazem parte do grupo de risco para complicações da Covid?
Luiza D'Ajuda

Luiza D'Ajuda

Relacionamento CON


Deixe uma resposta

Seu email não será publicado. * Campos obrigatórios


CON - Oncologia, Hematologia e Centro de Infusão - Todos os direitos reservados Copyright 2020